OPERAÇÃO ANGOLA: FUGIR PARA LUTAR

PORTUGAL/MOÇAMBIQUE

2015

120 min

DOC

De Diana Andringa

Em Junho de 1961, cerca de 60 estudantes das então colónias portuguesas - entre os quais os ex-presidentes de Cabo Verde e Moçambique, Pedro Pires e Joaquim Chissano, e os ex-primeiros-ministros de Angola e Moçambique, Fernando Van Dunen e Pascoal Mocumbi - fugiram clandestinamente de Portugal, onde se encontravam, para escapar à repressão pela polícia política da ditadura portuguesa, a PIDE, evitar a mobilização militar ou juntar-se aos movimentos de libertação. 

Formato

DCP


Idioma

Português, Inglês


Diretor

Diana Andringa


Biografia

Diana Andringa é uma jornalista portuguesa, nascida em Angola em 1947. Vinda ainda criança para Portugal, ao terminar o liceu inscreve-se na Faculdade de Medicina de Lisboa. Activista na imprensa associativa estudantil , troca a Medicina pelo Jornalismo e, em 1968, entra para a revista Vida Mundial, da qual sai no âmbito de uma demissão colectiva. Desempregada, trabalha como copy-writer de publicidade. Presa pela polícia política em Janeiro de 1970, é condenada a 20 meses de prisão. Regressa depois ao jornalismo. Entre 1972 e 1973 vive em França, onde frequenta o curso de Sociologia da Universidade de Vincennes, que não termina. Após o 25 de Abril de 1974 regressa à Vida Mundial e, em 1978, entra para a RTP, onde, anos mais tarde, se inicia no documentário. Actualmente documentarista independente.


Filmografia

1979 – “A Década das Vacas Magras”
1985 – “Iraque, o país dos dois rios”
1989/92 – “Geração de 60”, série documental de 6 programas de 50’
1993 – “O Caso Big Dan’s, Violação numa comunidade portuguesa”
1996 – “Vergílio Ferreira: retrato à minuta”, “Corte de Cabelo: História de amor, Lisboa, anos 90”, “Fonseca e Costa: A descoberta da vida, da luz_ e da liberdade, também”, “David Mourão-Ferreira: retrato com palavras”, “Rómulo de Carvalho e o seu amigo António Gedeão”
1997 – “António Ramos Rosa: Estou vivo e escrevo Sol”, “Jorge de Sena: uma fiel dedicação à honra de estar vivo” e “José Rodrigues Miguéis: um homem do povo na história da República”.
1999 – “China, 1999: Retrato em Movimento.”
2001 – “Em demanda do Grão-Cataio ou Reinos do Tibete” (co-autoria de Alfredo Caldeira), “Da Matemática como Arte da Diplomacia” e “Observatório de Pedra”
2002 – “Timor-Leste: O sonho do crocodilo”
2005 – “Era uma vez um arrastão”, documentário colectivo; “Este é o nosso sangue, a nossa vida”.
2006 – “Regresso ao País do Crocodilo”.
2007 – “As duas faces da guerra”, co-autoria e co-realização, com o cineasta guineense Flora Gomes.
2009 – “Dundo, memória colonial”
2010 – “Tarrafal: Memórias do Campo da Morte Lenta”
2015 – “Operação Angola: Fugir para lutar”


Guião

Diana Andringa


Produtores

Tathiani Sacilotto, António Ferreira


Coprodutores

Sol de Carvalho


Elenco

Miguel Hurst, Angola
Kátia Trovoada, São Tomé e Princípe
Manuel Boal, Angola 
Maria da Luz (Lilica) Boal, Cabo Verde
Adolfo Maria, Angola
Luís de Almeida, Angola
Manuel Videira, Angola
Mário Assis, Angola
Jorge Sampaio, Portugal
Fernando Van-Dunem, Angola
William J. Nottingham (Bill), EUA
Charles Roy Harper (Chuck), Brasil/EUA
Pedro Verona Pires, Cabo Verde
Adelina Mocumbi, Moçambique
Joaquim Chissano, Moçambique
Osvaldo Lopes da Silva, Cabo Verde
Edmundo Rocha, Angola
Desidério Costa, Angola
Domingos Calvino, Angola
Eurico Wilson, Angola
Elisa Andrade, Cabo Verde
Luís Alves Monteiro (Tiko), Angola
Rui Voss de Sá (Dibala), Angola
Amélia Araújo, Angola/ Cabo Verde
Germano Araújo, Angola
Fernando Chaves, Angola
Tomás Medeiros, S. Tomé e Princípe
Howard Kimball Jones (Kim), EUA


Fotografia

Lee Fuzeta (África) / Paulo Menezes (Europa)


Som

Armanda Carvalho,


Montagem

David Serras Pereira


Financiamento

ICA - Instituto de Cinema e Audiovisual (pt)

Fundação Portugal-África

Câmara Municipal de Lisboa


Exibições

03.2017 Centro de Documentação 25 de Abril. Coimbra, Portugal | 05.2017 Ciclo Cine Arte, Santiago do Chile, Chile | 06.2017 V Ciclo de Cinema Português, Oviedo, Espanha | 08.2017 Ciclo Portugal Contemporâneo, São Paulo, Brasil | 09.2017 “Os fios que tecem a memória”, Bissau, Guiné | 10.2017 VII Encontro de Escritores de Língua Portuguesa, Cidade Velha, Cabo Verde | 10.2017 BakuDoku – Euro Tolerance Festival, Baku, Azerbaijan | 05.2018 Ciclo de Cinema Português, Valência, Espanha | 05.2018 O fim do império colonial português, Telavive, Israel | 


FICHA TÉCNICA COMPLETA

Protagonistas
(por ordem de entrada)

Miguel Hurst, Angola
Kátia Trovoada, São Tomé e Princípe
Manuel Boal, Angola 
Maria da Luz (Lilica) Boal, Cabo Verde
Adolfo Maria, Angola
Luís de Almeida, Angola
Manuel Videira, Angola
Mário Assis, Angola
Jorge Sampaio, Portugal
Fernando Van-Dunem, Angola
William J. Nottingham (Bill), EUA
Charles Roy Harper (Chuck), Brasil/EUA
Pedro Verona Pires, Cabo Verde
Adelina Mocumbi, Moçambique
Joaquim Chissano, Moçambique
Osvaldo Lopes da Silva, Cabo Verde
Edmundo Rocha, Angola
Desidério Costa, Angola
Domingos Calvino, Angola
Eurico Wilson, Angola
Elisa Andrade, Cabo Verde
Luís Alves Monteiro (Tiko), Angola
Rui Voss de Sá (Dibala), Angola
Amélia Araújo, Angola/ Cabo Verde
Germano Araújo, Angola
Fernando Chaves, Angola
Tomás Medeiros, S. Tomé e Princípe
Howard Kimball Jones (Kim), EUA

Equipa Portugal
Realização - Diana Andringa
Produtores - António Ferreira e Tathiani Sacilotto
Co-produtor - Sol de Carvalho
Produção Executiva - António Ferreira e Tathiani Sacilotto

2011 (Cabo Verde)
Fotografia – Leandro Silva
Som – Armanda Carvalho
Direção de Produção – Inês Prazeres

2015 (de Lisboa a Paris)
Fotografia – Paulo Menezes
Som – Armanda Carvalho
Direção de Produção – Miguel Gaspar
Assistente de Produção – Rita Alcaire

Montagem e videografismo – David Serras Pereira
Correcção de cor – Marco Amaral
Montagem Áudio – David Serras Pereira
Mistura Áudio - Tiago Matos, Pedro Góis
Locução/Voz - Miguel Hurst, Aurélio Gomes
Finalização - Lee Fuzeta
Design Gráfico - Henrique Martinowski 
Tradução e Legendagem - Paulo Montes (SPELL Translation Solutions)

Equipa Moçambique
Produtor Executivo - Sol de Carvalho
Assistentes de Produção - Marieta Manjate, Euleutério de Jesus
Administrador Local - António Inácio
Assistentes - Francisco Martins, Valente Dimande, Henrique Cardoso
Motorista - António Muchanga

Arquivos
ANTT, Arquivo Nacional da Torre do Tombo, Arquivo & Biblioteca da Fundação Mário Soares, ATD, Associação Tchiweka de Documentação, Bill Nottingham, British Pathé, Casa Comum.org, Charles Roy Harper, CIMADE, Comité Inter Mouvements Auprès des Évacués, Dave Pomeroy, Edmundo Rocha, EMFA, Estado Maior da Força Aérea, Fernando Marques – Fundo Formidável – Câmara Municipal de Coimbra, Fundação Amílcar Cabral, Howard Kimball Jones, Paul Blake's (PaulBlake) Bucket, Siccapianos.wordpress.com, UCCLA, União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa, World Council of Churches, Zentralarchiv der Evangelisch-methodistischen Kirche

Músicas
“Nkosi Sikelel’Afrika” - Enoch Sontonga
“Hosi katekisa Afrika” - versão hino Africano
“Muxima” - Tradicional, Liceu Vieira Dias, N’Gola Ritmos
“Mama Lélé” - letra Paulo Flores, Wilson Domingos e Sarissari Diniz. Música de Paulo Flores e Tchoboly

Agradecimentos
Fundação Amílcar Cabral, Fundação Mário Soares, CIMADE, Comité Inter Mouvements Auprès des Évacués, UCCLA, União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa, ANTT, Arquivo Nacional da Torre do Tombo
*
Ayuntamiento de San Sebastián/ Dirección de la Prisión Provincial de Martutene/Ertzaintza de Donostia, CIMADE Massy - Geneviève Jacques e Sonia Laboureau, Bouillon Racine - Maelle, Café A Brasileira, Fundação Calouste Gulbenkian, Fundação Mário Soares, Hotel Eduardo VII, Hotel Embaixador, Hotel Infante de Sagres – Sandra Soares, Le bar fleuri - Joelle Moro, Majestic Café – Fernando Barrias, Museu do Aljube Resistência e Liberdade – Luís Farinha, Parador de Pontevedra, Quintal da Música
*
AGADIC - Xunta de Galicia - Dolores Meijomín, Agenda Directa - Teresa Fazendeiro
Donostia - San Sebastián Film Commission - Lorea Hernández, Filmebase/Cinesonics
Rupauto Manuel Jesus
*
Alfredo Caldeira, Ana Pedro, Anabela Simão, António Costa, Aurélio Gomes, Barbara Schieker, Bento Sitoe, Bruna Polimeni, Carlos Brito, Carlos Castro, Catarina Santos, Dave Pomeroy, Helder de Oliveira, João Ramos, José Malaguerra, Luís Farinha, Luísa Almeida, Marta Lança, Miguel Sales Lopes, Mikko Olavi Pyhälä, Nancy Nottingham, Noémia Freitas, Pat Nottingham, Paul Blake, Paulo Andringa Caldeira, Paulo Flores, Paulo Tremoceiro, Rita Alcaire, Ruediger R. Minor, Salvadora Lopez Eguitegui, Ulrike Knöller, Victor Pereira, Vítor Ramalho

Apoios
Bazar do Vídeo
Filmebase/Cinesonics
UCCLA
Lisboa Film Commission
Fundação Portugal-África  

Apoio Financeiro
Câmara Municipal de Lisboa
ICA - Instituto do Cinema e do Audiovisual

uma produção
Persona Non Grata Pictures

em co-produção com
Promarte
Diálogos Atómicos

uma co-produção entre
Portugal e Moçambique

© Persona Non Grata Pictures
Portugal/Moçambique 2015


OPERAÇÃO ANGOLA: FUGIR PARA LUTAR

PORTUGAL/MOÇAMBIQUE

2015

120 min

DOC

De Diana Andringa

Em Junho de 1961, cerca de 60 estudantes das então colónias portuguesas - entre os quais os ex-presidentes de Cabo Verde e Moçambique, Pedro Pires e Joaquim Chissano, e os ex-primeiros-ministros de Angola e Moçambique, Fernando Van Dunen e Pascoal Mocumbi - fugiram clandestinamente de Portugal, onde se encontravam, para escapar à repressão pela polícia política da ditadura portuguesa, a PIDE, evitar a mobilização militar ou juntar-se aos movimentos de libertação. 

Formato

DCP


Idioma

Português, Inglês


Diretor

Diana Andringa


Biografia

Diana Andringa é uma jornalista portuguesa, nascida em Angola em 1947. Vinda ainda criança para Portugal, ao terminar o liceu inscreve-se na Faculdade de Medicina de Lisboa. Activista na imprensa associativa estudantil , troca a Medicina pelo Jornalismo e, em 1968, entra para a revista Vida Mundial, da qual sai no âmbito de uma demissão colectiva. Desempregada, trabalha como copy-writer de publicidade. Presa pela polícia política em Janeiro de 1970, é condenada a 20 meses de prisão. Regressa depois ao jornalismo. Entre 1972 e 1973 vive em França, onde frequenta o curso de Sociologia da Universidade de Vincennes, que não termina. Após o 25 de Abril de 1974 regressa à Vida Mundial e, em 1978, entra para a RTP, onde, anos mais tarde, se inicia no documentário. Actualmente documentarista independente.


Filmografia

1979 – “A Década das Vacas Magras”
1985 – “Iraque, o país dos dois rios”
1989/92 – “Geração de 60”, série documental de 6 programas de 50’
1993 – “O Caso Big Dan’s, Violação numa comunidade portuguesa”
1996 – “Vergílio Ferreira: retrato à minuta”, “Corte de Cabelo: História de amor, Lisboa, anos 90”, “Fonseca e Costa: A descoberta da vida, da luz_ e da liberdade, também”, “David Mourão-Ferreira: retrato com palavras”, “Rómulo de Carvalho e o seu amigo António Gedeão”
1997 – “António Ramos Rosa: Estou vivo e escrevo Sol”, “Jorge de Sena: uma fiel dedicação à honra de estar vivo” e “José Rodrigues Miguéis: um homem do povo na história da República”.
1999 – “China, 1999: Retrato em Movimento.”
2001 – “Em demanda do Grão-Cataio ou Reinos do Tibete” (co-autoria de Alfredo Caldeira), “Da Matemática como Arte da Diplomacia” e “Observatório de Pedra”
2002 – “Timor-Leste: O sonho do crocodilo”
2005 – “Era uma vez um arrastão”, documentário colectivo; “Este é o nosso sangue, a nossa vida”.
2006 – “Regresso ao País do Crocodilo”.
2007 – “As duas faces da guerra”, co-autoria e co-realização, com o cineasta guineense Flora Gomes.
2009 – “Dundo, memória colonial”
2010 – “Tarrafal: Memórias do Campo da Morte Lenta”
2015 – “Operação Angola: Fugir para lutar”


Guião

Diana Andringa


Produtores

Tathiani Sacilotto, António Ferreira


Coprodutores

Sol de Carvalho


Elenco

Miguel Hurst, Angola
Kátia Trovoada, São Tomé e Princípe
Manuel Boal, Angola 
Maria da Luz (Lilica) Boal, Cabo Verde
Adolfo Maria, Angola
Luís de Almeida, Angola
Manuel Videira, Angola
Mário Assis, Angola
Jorge Sampaio, Portugal
Fernando Van-Dunem, Angola
William J. Nottingham (Bill), EUA
Charles Roy Harper (Chuck), Brasil/EUA
Pedro Verona Pires, Cabo Verde
Adelina Mocumbi, Moçambique
Joaquim Chissano, Moçambique
Osvaldo Lopes da Silva, Cabo Verde
Edmundo Rocha, Angola
Desidério Costa, Angola
Domingos Calvino, Angola
Eurico Wilson, Angola
Elisa Andrade, Cabo Verde
Luís Alves Monteiro (Tiko), Angola
Rui Voss de Sá (Dibala), Angola
Amélia Araújo, Angola/ Cabo Verde
Germano Araújo, Angola
Fernando Chaves, Angola
Tomás Medeiros, S. Tomé e Princípe
Howard Kimball Jones (Kim), EUA


Fotografia

Lee Fuzeta (África) / Paulo Menezes (Europa)


Som

Armanda Carvalho,


Montagem

David Serras Pereira


Financiamento

ICA - Instituto de Cinema e Audiovisual (pt)

Fundação Portugal-África

Câmara Municipal de Lisboa


Exibições

03.2017 Centro de Documentação 25 de Abril. Coimbra, Portugal | 05.2017 Ciclo Cine Arte, Santiago do Chile, Chile | 06.2017 V Ciclo de Cinema Português, Oviedo, Espanha | 08.2017 Ciclo Portugal Contemporâneo, São Paulo, Brasil | 09.2017 “Os fios que tecem a memória”, Bissau, Guiné | 10.2017 VII Encontro de Escritores de Língua Portuguesa, Cidade Velha, Cabo Verde | 10.2017 BakuDoku – Euro Tolerance Festival, Baku, Azerbaijan | 05.2018 Ciclo de Cinema Português, Valência, Espanha | 05.2018 O fim do império colonial português, Telavive, Israel | 


FICHA TÉCNICA COMPLETA

Protagonistas
(por ordem de entrada)

Miguel Hurst, Angola
Kátia Trovoada, São Tomé e Princípe
Manuel Boal, Angola 
Maria da Luz (Lilica) Boal, Cabo Verde
Adolfo Maria, Angola
Luís de Almeida, Angola
Manuel Videira, Angola
Mário Assis, Angola
Jorge Sampaio, Portugal
Fernando Van-Dunem, Angola
William J. Nottingham (Bill), EUA
Charles Roy Harper (Chuck), Brasil/EUA
Pedro Verona Pires, Cabo Verde
Adelina Mocumbi, Moçambique
Joaquim Chissano, Moçambique
Osvaldo Lopes da Silva, Cabo Verde
Edmundo Rocha, Angola
Desidério Costa, Angola
Domingos Calvino, Angola
Eurico Wilson, Angola
Elisa Andrade, Cabo Verde
Luís Alves Monteiro (Tiko), Angola
Rui Voss de Sá (Dibala), Angola
Amélia Araújo, Angola/ Cabo Verde
Germano Araújo, Angola
Fernando Chaves, Angola
Tomás Medeiros, S. Tomé e Princípe
Howard Kimball Jones (Kim), EUA

Equipa Portugal
Realização - Diana Andringa
Produtores - António Ferreira e Tathiani Sacilotto
Co-produtor - Sol de Carvalho
Produção Executiva - António Ferreira e Tathiani Sacilotto

2011 (Cabo Verde)
Fotografia – Leandro Silva
Som – Armanda Carvalho
Direção de Produção – Inês Prazeres

2015 (de Lisboa a Paris)
Fotografia – Paulo Menezes
Som – Armanda Carvalho
Direção de Produção – Miguel Gaspar
Assistente de Produção – Rita Alcaire

Montagem e videografismo – David Serras Pereira
Correcção de cor – Marco Amaral
Montagem Áudio – David Serras Pereira
Mistura Áudio - Tiago Matos, Pedro Góis
Locução/Voz - Miguel Hurst, Aurélio Gomes
Finalização - Lee Fuzeta
Design Gráfico - Henrique Martinowski 
Tradução e Legendagem - Paulo Montes (SPELL Translation Solutions)

Equipa Moçambique
Produtor Executivo - Sol de Carvalho
Assistentes de Produção - Marieta Manjate, Euleutério de Jesus
Administrador Local - António Inácio
Assistentes - Francisco Martins, Valente Dimande, Henrique Cardoso
Motorista - António Muchanga

Arquivos
ANTT, Arquivo Nacional da Torre do Tombo, Arquivo & Biblioteca da Fundação Mário Soares, ATD, Associação Tchiweka de Documentação, Bill Nottingham, British Pathé, Casa Comum.org, Charles Roy Harper, CIMADE, Comité Inter Mouvements Auprès des Évacués, Dave Pomeroy, Edmundo Rocha, EMFA, Estado Maior da Força Aérea, Fernando Marques – Fundo Formidável – Câmara Municipal de Coimbra, Fundação Amílcar Cabral, Howard Kimball Jones, Paul Blake's (PaulBlake) Bucket, Siccapianos.wordpress.com, UCCLA, União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa, World Council of Churches, Zentralarchiv der Evangelisch-methodistischen Kirche

Músicas
“Nkosi Sikelel’Afrika” - Enoch Sontonga
“Hosi katekisa Afrika” - versão hino Africano
“Muxima” - Tradicional, Liceu Vieira Dias, N’Gola Ritmos
“Mama Lélé” - letra Paulo Flores, Wilson Domingos e Sarissari Diniz. Música de Paulo Flores e Tchoboly

Agradecimentos
Fundação Amílcar Cabral, Fundação Mário Soares, CIMADE, Comité Inter Mouvements Auprès des Évacués, UCCLA, União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa, ANTT, Arquivo Nacional da Torre do Tombo
*
Ayuntamiento de San Sebastián/ Dirección de la Prisión Provincial de Martutene/Ertzaintza de Donostia, CIMADE Massy - Geneviève Jacques e Sonia Laboureau, Bouillon Racine - Maelle, Café A Brasileira, Fundação Calouste Gulbenkian, Fundação Mário Soares, Hotel Eduardo VII, Hotel Embaixador, Hotel Infante de Sagres – Sandra Soares, Le bar fleuri - Joelle Moro, Majestic Café – Fernando Barrias, Museu do Aljube Resistência e Liberdade – Luís Farinha, Parador de Pontevedra, Quintal da Música
*
AGADIC - Xunta de Galicia - Dolores Meijomín, Agenda Directa - Teresa Fazendeiro
Donostia - San Sebastián Film Commission - Lorea Hernández, Filmebase/Cinesonics
Rupauto Manuel Jesus
*
Alfredo Caldeira, Ana Pedro, Anabela Simão, António Costa, Aurélio Gomes, Barbara Schieker, Bento Sitoe, Bruna Polimeni, Carlos Brito, Carlos Castro, Catarina Santos, Dave Pomeroy, Helder de Oliveira, João Ramos, José Malaguerra, Luís Farinha, Luísa Almeida, Marta Lança, Miguel Sales Lopes, Mikko Olavi Pyhälä, Nancy Nottingham, Noémia Freitas, Pat Nottingham, Paul Blake, Paulo Andringa Caldeira, Paulo Flores, Paulo Tremoceiro, Rita Alcaire, Ruediger R. Minor, Salvadora Lopez Eguitegui, Ulrike Knöller, Victor Pereira, Vítor Ramalho

Apoios
Bazar do Vídeo
Filmebase/Cinesonics
UCCLA
Lisboa Film Commission
Fundação Portugal-África  

Apoio Financeiro
Câmara Municipal de Lisboa
ICA - Instituto do Cinema e do Audiovisual

uma produção
Persona Non Grata Pictures

em co-produção com
Promarte
Diálogos Atómicos

uma co-produção entre
Portugal e Moçambique

© Persona Non Grata Pictures
Portugal/Moçambique 2015